Origem

A origem do COR nos remonta a década de 40, mais precisamente em 1944 (há 72 anos), quando leigos da igreja Católica Apostólica Romana fundaram o CURSILLO DE CRISTIANDAD (em português: Cursilho da Cristandade), enquanto se preparavam para a peregrinação, na ilha Maiorca, na Espanha.

O Cursilho originalmente era um movimento de três dias, focado em ensinar a leigos da igreja como se tornarem líderes cristãos, o que era feito através de palestras ministradas por sacerdotes e também leigos. O objetivo do Cursilho era fazer com que os participantes levassem para o mundo o que aprenderam ali, o que era chamado de “o quarto dia”.

Não há uma pessoa a quem se pode atribuir o título de fundador do Cursilho, no entanto, um nome deve ser lembrado quando se fala neste assunto: Eduardo Bonnín Aguiló – um leigo da igreja, nascido em Maiorca, em 1917. Devido ao fato de sua família ser de origem judaica, mas convertidos ao catolicismo, Bonnín sofreu com o preconceito na região, mas cresceu com grande fé na doutrina da igreja. Sua cultura e sabedoria religiosa ajudaram no desenvolvimento do Cursilho, até o ponto em que se tornou o MOVIMENTO DE CURSILHOS DA CRISTANDADE (MCC), devidamente reconhecido pela igreja e praticado em todo o mundo! Bonnín faleceu em 2008, aos 90 anos de idade.

“De Colores”

Com o passar dos anos, durante os Cursilhos, foi adotada a expressão “De Colores” – que significa “estar na Graça de Deus” – quando os irmãos se cumprimentavam. Reza a lenda que, certo dia, após voltarem do Cursilho, o ônibus no qual viajavam os participantes quebrou. Em vez de ficarem irritados e estressados, alegres, começaram a cantar De Colores. A partir daí, a canção tomou conta dos Cursilhos, tornou-se um hino e foi traduzida para diversos idiomas.

O COR na nossa paróquia

Atualmente, nas igrejas espalhadas ao redor do mundo, o Cursilho é praticado sob várias denominações. Na nossa paróquia, Nossa Sra. da Conceição, Porto Novo/SG, por exemplo, temos o CURSO DE ORIENTAÇÃO RELIGIOSA, mais conhecido como COR. Este movimento é dividido entre homens (COR Masculino), mulheres (COR Feminino) e jovens/adolescentes (COR Jovem).

O COR é realizado anualmente, durante dois dias, sempre no final de semana, ou seja: Sábado e Domingo. Durante estes dois dias, os participantes são acolhidos, participam de palestras, reuniões, debates e orações. Refeições são servidas durante o dia (café da manhã, almoço e lanche) e os participantes ganham material impresso, tudo gratuitamente. Ao término do COR, os participantes são convidados a comparecer nas reuniões semanais e a participar ativamente na missão de evangelizar, até a realização do próximo COR, no ano seguinte.

Por Guilherme Lopes